quarta-feira, 28 de março de 2012

Loft...

Gente!!!

Tenho visto tanta coisa bonita por aí. Ultimamente ando me superando com a arquitetura, passando pela decoração e paisagismo, e estudando mais focada, percebi muitos valores além daqueles que já conhecia. E confesso que tem sido muito bom; em arquitetura ter informação nunca é demais, né...rs

Vamos ver algumas fotos que vi por aí e comentarei sobre elas. Tenho mania de internet e tem muita coisa boa e nova para destacar. Primeiramente falaremos de lofts. Eu já projetei um que está aqui no blog ( o Loft 2 em projetos), um dos meus primeiros projetos, mas no curso de decoração, o trabalho final também foi um loft. Então...nada mais legal que tê-lo como tema, não é?

LOFT

É um estilo Novaiorquino que adaptou a arquitetura dos galpões industriais ao conceito de moradia, com características como pé-direito duplo, cortina envidraçada (grandes janelas), planta livre integrando os ambientes e um mezanino para o dormitório. Aqui no Brasil, o duplex faz a vez de loft, que é projetado e não reaproveitado, pode ter mais dormitórios e que ganham força em edifícios residenciais construídos em larga escala.

Fotos:

Sem perder o estilo de cozinha americana, que é aberta com balcão para refeições, o loft é um espaço despojado e livre de limitações.

Imagem: decoracaos.com/

O ambiente em sua amplitude tem uma personalidade própria, coisa que a disposição do layout acentua ou disfarça. A iluminação natural sempre é bem vinda. 

Imagem:   assimeugosto.com

Imagem: design-milk.com

O estilo de vida do proprietário influencia na decoração. Moderno, simples, sofisticado, antigo, rústico, são palavras que compõem uma arquitetura de interiores e a diferencia umas das outras. Perceba nesta foto: o escuro do piso de madeira é quebrado pela predominância branca das paredes.

 

As plantas variam de acordo com o terreno. Podem ser em "L" , retangulares ou quadradas; essas últimas são mais comuns. O loft tem uma arquitetura compacta, simples, resolvida, que possibilita vários desenhos de planta e layout. É um espaço integrado, prático e funcional, para todos os gostos.

 Olhe este loft que lindo.

Piso em madeira, escada metálica e degraus em madeira;

cores claras no sofá, paredes brancas, uma grande janela para entrada de luz natural;

móveis em linha reta;

cozinha em "U", com eletrodomésticos embutidos, iluminação de led com trilhos, e instalções aparentes pintadas de preto;

vista do mezanino;

e o mezanino, mais íntimo, onde fica a suíte e um espaço que pode servir de escritório. 


Perceba a combinação e sobriedade das cores e  da decoração. Esse loft ficou leve e agradável. Lembre-se que o estilo de vida do(s) proprietário(s) é que vai ditar as tendências de decoração da casa.  

Por enquanto é isso! Espero que tenham gostado, depois volto com mais novidades...Beijos!!!

quarta-feira, 14 de março de 2012

Pérgulas, pérgolas ou pergolados...

Você decide!

As pérgolas servem para quebrar a incidência direta do sol, deixando a área externa de uma casa linda e fresquinha. Como abrigo com vidro ou policarbonato para dias chuvosos ou suporte para trepadeiras, o pergolado é um recurso paisagístico muito agradável e acessível. Madeiras como a Itaúba, Garapeira e de demolição são bem utilizadas. Mas há estruturas de eucalipto, concreto e ferro, vale a sua imaginação.

Veja os pilares de concreto que lindo que ficam cobrindo este caminho. Esta foto é de Portugal.

Este pergolado abriga a churrasqueira toda revestida de madeira e tem vidro laminado como cobertura. 

Esta estrutura está abrigando o caminho externo de uma casa, acompanhando a linguagem de madeira usada nas aberturas e neste deck.

Imagem: hometrendy.org
Lembra da estrutura de ferro que eu tinha falado? Esta é uma delas. Linda, simples e curvada para dar mais movimento e sair do desenho tradicional de linhas retas de uma pérgola.

Imagem: hometrendy.org
Esta tem os pilares inclinados, apoiados nesta base de madeira formando desenhos; dá uma ar mais moderno além de ficar diferente. Olhe o tecido aplicado como um forro para amenizar a luz solar e deixar o espaço mais fresco sem perder a claridade.

Esta pérgola tem uma solução interessante: é composta por  2 pórticos próximos e de tamanhos diferentes, que suportam a estrutura das vigas de madeira. Esta é uma opção muito boa para pequenos espaços externos, pois o espaço fica livre sem pilares obstruindo a passagem.

Esta estrutura é de eucalipto tratado. Existem empresas especializadas para isso, pois são projetos que merecem atenção.

Imagem: cobrire.com.br
Veja como o paisagismo ganha harmonia com a madeira das pérgolas que delimitam espaços de lazer com banquinhos de concreto.

Espero que tenham gostado, bjins!

segunda-feira, 5 de março de 2012

Arquitetura das fazendas

Gosto muito de ver como a arquitetura ainda guardou lembranças importantes através do restauro de algumas fazendas. Aqui em São Paulo existem fazendas lindas que já foram até apresentadas em novelas e são abertas à visitação. Fazendas grandes, espaçosas onde o luxo e riqueza são mostrados nos tetos detalhados ou pintados e nos móveis de madeira, rústicos e imponentes. Separei uma de tantas que gostei:

Esta é a Fazenda Vargem Grande, em Areias-SP. Ela data de 1837 e  foi restaurada em 1973. 


Algumas são museus e outras foram transformadas em hotéis ou pousadas, pois é uma forma de garantir a manutenção e conservação da fazenda e suas casas sem perder o padrão de patrimônio histórico inserido nela.


A arquitetura imperial trouxe o telhado de 4 águas, muito usado nessas construções. Junto com ela, as palmeiras tomam espaço e força com suas alturas e diferentes espécies no paisagismo. Sempre rodeadas de muito verde as casas grandes e respeitosas mostram sua arquitetura colonial.


E para melhorar, este jardim foi criado pelo renomado Burle Marx, paisagista que ganhou o Brasil com suas composições e combinações.


Uma fazenda possui dentre outras características, uma culinária típica inconfundivelmente deliciosa feita em fogões à lenha. A arquitetura reúne estilos do barroco ao neoclássico, com seus pisos em assoalho de madeira nas salas e quartos, cimento queimado como este da cozinha, forros de madeira em pé-direitos altos, portas de madeira com bandeiras(“janelinha em cima da porta”), janelas grandes do tipo guilhotina.


A beleza das casas de fazenda está nos detalhes simples e naturais de seus ornamentos e materiais do local. Tem ladrilhos coloridos, portugueses e pinturas de paredes em ons neutros. Móveis feitos à mão são uma relíquia que contam passagens de uma época de transição e fascínio. Quanto mais detalhada fosse a decoração, mais rico era o proprietário dessa fazenda.


Percebe a praticidade dos paneleiros? Este em forma de estante e outros em suportes presos ao teto.

É impressionante como uma obra pode durar tanto tempo mesmo sendo primitiva em sua estrutura. Como arquiteta sou suspeita em falar das fazendas, gosto muito de estudá-las e a cada vez surge um elemento novo.

                                                      Imagens:  fazendavargemgrande.com.br

 Até mais!!!!